Relatório Education at a Glance 2016 / Education at a Glance 2016 report

Foi publicado, no passado mês de setembro, o Relatório «Education at a Glance 2016», elaborado pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE), tendo como base a análise dos sistemas de ensino dos 35 países membros da OCDE e de alguns países parceiros (Argentina, Brasil, China, Colômbia, Costa Rica, Índia, Indonésia, Lituânia, Federação Russa, Arábia Saudita e África do Sul).

Os principais focos desta publicação foram o impacto da aprendizagem entre os países; os recursos financeiros e humanos investidos na educação; o acesso, a participação e a progressão na educação; o ambiente de aprendizagem e a organização das escolas e, nesta edição, foram ainda introduzidos dois novos indicadores sobre a taxa de conclusão dos estudantes do ensino superior e sobre o desempenho dos dirigentes escolares. Esta publicação pretende ainda versar, entre outros fatores, sobre o desequilíbrio de género na educação e sobre o perfil dos alunos que frequentam e terminam o ensino vocacional.

A título de curiosidade, Portugal é um dos dois países onde a taxa de graduação nos programas vocacionais aumentou mais de 40%, sendo também o país onde se registou o maior aumento de jovens que concluem a Licenciatura ou equivalente, entre 2005 e 2014, e o país onde os empregadores são os principais responsáveis pela educação não formal, com mais de 40% de atividade na área.

O estudo encontra-se disponível, para consulta, aqui:

Education at Glance 2016.

 

 

Education at a Glance 2016, an annual report by the Organisation for Economic Co-operation and Development (OECD), was launched in September, based on an analysis of the education systems of the 35 OECD member countries and other partner countries (Argentina, Brazil, China, Colombia, Costa Rica, India, Indonesia, Lithuania, Russian Federation, Saudi Arabia and South Africa).

The main focuses of this publication were the impact of learning between countries; the financial and human resources invested in education; access, participation and progression in education; the learning environment and the organization of schools, and, in this edition, two new indicators were introduced: one on the completion rate of higher education students and another one in the performance of school leaders. This publication is also intended to address, among other factors, the gender imbalance in education and the profile of students who attend and finish vocational education.

As a curiosity, Portugal is one of the two countries where the graduation rate in vocational programs increased by more than 40 percentage points. It is also the country with the highest number of young people graduated from the a 1st cycle degree or equivalent, between 2005 and 2014, and the country where employers are primarily responsible for non-formal education, with more than 40% of activity in the area.

The report is available here: 

Education at Glance 2016.